Facebook Flickr Youtube Contato
Pular para o conteúdo
Voltar

Marcolino comenta fiscalização da secretaria de Esportes no uso de espaços públicos

Vereador defendeu medida, destacando que credenciamento e diálogo com profissionais da área será benéfico para o município

 

O vereador Marco Antonio Marcolino abordou, durante a sessão desta terça-feira (7/11), as recentes ações da secretaria municipal de Juventude, Esporte e Lazer na busca por regulamentação do uso de espaços públicos. Muitas denúncias foram feitas à Prefeitura, especialmente pela utilização do Estádio Municipal Cícero de Souza Marques sem prévia autorização por professores de academias particulares e personal trainers.

 

"O Carlinhos [secretário Carlos Alberto de Souza] está tomando uma atitude após receber denúncias. Foram várias denúncias recebidas de cobranças indevidas, cerceamento de pessoas que estão lá. A secretaria se mobilizou junto ao Gabinete do Prefeito para buscar conhecer quem são esses profissionais, fazer um credenciamento. Houve um convite para um debate com esses profissionais e ninguém compareceu", explicou.

 

Segundo nota encaminhada pela Prefeitura, profissionais que utilizam o espaço estão sendo notificados, com esclarecimento quanto à necessidade de autorização para o uso do espaço para atividade remunerada. Também há a orientação aos interessados que procurem o setor de Protocolo da Prefeitura Municipal para formalizar o pedido de utilização com os dias e horário determinados. Se entendido que há interesse público na viabilidade da solicitação, será empregado um preço público para a utilização do espaço requerido. Valores que, posteriormente, serão revertidos em melhorias e manutenção no próprio local.

 

"Trata-se de um cadastramento para melhor uso do espaço público, para que não sejam disputados espaços lá. O objetivo é regulamentar o uso", concluiu o vereador.

 

IPTU 2018

 

Marcolino também fez o anúncio de mudanças no pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para 2018. "Para o próximo ano teremos um desconto de 7% para os pagamentos à vista. Essa é uma boa notícia. No ano passado foi apenas 5%", registrou.