Facebook Flickr Youtube Contato
Pular para o conteúdo
Voltar

Basilio Zecchini retoma discussão sobre acessibilidade

Vereador sugere que a Câmara realize audiência pública sobre o tema

 

O vereador Basilio Zecchini Filho retomou, durante a 26ª Sessão Ordinária de 2017, realizada na terça-feira (1/8), a discussão sobre acessibilidade. Na oportunidade, Basilio sugeriu a realização de uma audiência pública para esclarecer as principais dúvidas dos comerciantes sobre o tema.

 

"Semanalmente várias pessoas vem me procurar. Alguns têm comércio e estão preocupados, outros alugam imóveis e também estão preocupados. Já falei aqui na tribuna e acho que poderia ser o caso da Câmara realizar uma audiência pública com a presença do Ministério Público, Prefeitura, comerciantes e pessoas da área para dar algum parecer mais firme com relação à questão", declarou.

 

Segundo Basilio, as pessoas escutam muitas coisas e tem dúvidas sobre como a acessibilidade acontecerá na prática. "Tem contratos de aluguel sendo desfeitos por medo de não conseguir renovação e alvará. Já falei cerca de um mês atrás sobre isso e considero importante avaliarmos a realização desta audiência", resumiu.

 

Outro tema retomado foi a falta de manutenção dos museus municipais. Em relação ao Museu Oswaldo Russomano, o vereador informou que a obra segue na garantia e a Prefeitura estará cobrando da empresa responsável os devidos ajustes. Já no caso do Museu do Telefone as informações surpreenderam o parlamentar.

 

"O prédio do museu pertence a Vivo e a empresa não teria verba para fazer a reforma, querendo ainda repassar o prédio para Prefeitura em comodato. Se a Vivo não tem verba, imaginem a Prefeitura. Sabemos da situação que está Bragança, das dificuldades que já temos", afirmou.

 

Basilio ainda elogiou o Festival de Inverno e comentou a importância das atrações realizadas no Mercado Municipal. "Os permissionários elogiaram muito as atividades e solicitaram uma programação permanente ali. Outras reivindicações foram a manutenção do elevador e a instalação e vaporizadores e ventiladores", indicou ao Executivo.

 

Durante a 26ª Sessão, também foi aprovado, em 2º turno, o projeto de lei 22/17, de autoria do vereador, que institui o Dia Municipal de Conscientização e Combate da Violência contra a Pessoa Idosa.